Oncologia,

Grupo de  Órbita e

                  Oculoplástica

Nevo da coroideia

 

Oncologia

 

Tumores intra-oculares

 

Nevo da coroideia

 

O nevo melanocítico da coroideia é um tumor intra-ocular mais frequente (estão presentes em 5% da população adulta). É um tumor benigno, originado nos melanocitos, e é provavelmente é um percursor da maioria dos melanomas da coroideia. Daí a necessidade de realizar bem o seu diagnóstico diferencial.

Apesar de poder ser congénito, raramente é observado na infância. As células percursoras podem estar presentes no nascimento, mas só na puberdade se tornam clinicamente visíveis. provavelmente pela aquisição de pigmento pela lesão previamente não pigmentada. Pode ser plano ou formar uma pequena elevação na coroideia, pigmentada ou não, cinzenta, castanha ou amarelada, por vezes com depósitos intra-retinianos de vários materiais (drusens). A maioria encontram-se na metade posterior da coroideia.

A Ecografia tem pouco valor diagnóstico, mas é importante para medir a espessura (altura) e controlar a sua evolução em controlos periódicos. A Angiografia Fluoresceínica pode variar de hipo-fluorescência nos pequenos nevos hiperpigmentados, a hiper-fluorescência nos nevos maiores e menos pigmentados. A Tomografia de Coerência Óptica (OCT) é útil em detectar pequenas acumulações de líquido sub-retiniano, edema cistoide da retina, e alterações do Epitélio Pigmentado da Retina (EPR)

 

Diferem do melanoma maligno na medida em que:

    - têm base inferior a 5 mm de diâmetro;

    - têm espessura inferior a 2 mm;

    - não causam sintomas;

    - não perdem quantidade significativa de líquido, e por isso não provocam descolamento de Epitélio Pigmentado da Retina, nem neovascularização da coroideia;

    - com o tempo formam drusens (pigmentado alaranjado) à superfície, mas não tanto como nos melanomas.

 

 O risco de transformação para melanoma está relacionado com uma espessura superior a 2 mm no momento do diagnóstico, presença de pigmento alaranjado na superfície, de líquido sub-retiniano, proximidade do disco óptico, e presença de sintomas.

 

Pode ser útil a mnemónica To Find Small Ocular Melanomas:

    Thickness (espessura > 2 mm);

    Fluid subretinal (descolamento do neuro-epitélio da retina);

    Symptoms (sintomas);

    Orange pigment (pigmento cor de laranja);

    Margin (<3mm do disco óptico).

Se não há nenhum destes factores, há menos de 5% de probabilidades de crescer nos próximos 5 anos;

Se estão presentes mais de 3 itens, há 50% de possibilidades de crescer nos próximos 5 anos;

Se estão presentes os 5 itens, há 95% de possibilidades de crescer nos próximos 5 anos;

 

     Pequeno nevo sob a arcada vascular temporal superior do olho esquerdo.

 

     Pequeno nevo do polo posterior, e aspecto angiográfico.

 

     Pequeno nevo sob a arcada vascular temporal superior do olho direito.

 

   Nevo sob a arcada vascular temporal inferior do olho esquerdo.

 

 

     Nevo sob a arcada vascular temporal superior do olho esquerdo.

 

     Pequeno nevo sob a arcada vascular temporal superior do olho esquerdo.

 

     Pequeno nevo sob a arcada vascular temporal superior do olho esquerdo.

 

 

     Nevo sob a arcada vascular temporal inferior do olho esquerdo.

 

 

 

 

 

     Nevo no quadrante nasal superior do olho esquerdo.

 

     Típico nevo na região macular do polo posterior do olho esquerdo.

 

     Nevo no quadrante temporal superior do olho esquerdo, com abundantes drusens à superfície.

 

     Nevo na região macular do polo posterior do olho esquerdo. Apesar de benignas, estes nevos podem causar baixa da visão por degenerescência dos foto-receptores.

 

 

 

     Nevo na região macular do polo posterior do olho esquerdo.

 

     Nevo no quadrante superior do olho direito.

 

 

     Nevo sob a arcada vascular temporal inferior do olho direito, e aspecto angiográfico.

 

 

     Nevo sob a arcada vascular temporal inferior do olho direito, e quantificação de medições pela Ecografia.

 

 

 

                  Oncologia,

Grupo de  Órbita e

                  Oculoplástica

Nevo da coroideia