Oncologia,

Grupo de  Órbita e

                  Oculoplástica

Hemangioma capilar

 

Oncologia

Tumores da órbita

Hemangioma capilar

   O hemangioma capilar da órbita é o tumor vascular benigno mais frequentes na criança. Em 90% dos casos, localiza-se na órbita anterior, e normalmente tem repercussão palbebral visível. Tem uma evolução clínica semelhante aos hemangiomas capilares da pálpebra.

    Estes tumores crescem rapidamente desde o nascimento, e a maioria torna-se visível nas duas primeiras semanas de vida. Por vezes associam-se a outros hemangiomas cutâneos peri-oculares. Tendem a estabilizar o crescimento nos dois primeiros anos, e depois normalmente regridem espontaneamente nos anos seguintes. Assim têm indicação terapêutica se interferem com o eixo visual, podendo causar uma ambliopia (por privação, estrabismo ou astigmatismo).

    Pode ser circunscrito, mas frequentemente envolve as várias estruturas orbitárias (músculos óculo-motores, nervo óptico, glândula lacrimal, etc.).

   Tumor no canto supero interno da órbita direita, com repercussão palpebral bem visível.
Hemangioma capilar    Corte axial de RM, revelando tumor orbitário circunscrito com extensão para a pálpebra, empurrando o globo ocular para fora.

Hemangioma capilar

   Corte sagital de RM, em que se observa que o tumor empurra ligeiramente o globo ocular para fora.

   Tumor no canto supero interno da órbita direita.
Hemangioma capilar    Corte axial de RM, revelando tumor orbitário com extensão para a pálpebra, empurrando o globo ocular para fora.

   Regressão espontânea passado um ano.

                  Oncologia,

Grupo de  Órbita e

                  Oculoplástica

Hemangioma capilar