Oncologia,

Grupo de  Órbita e

                  Oculoplástica

Oculoplástica

 

 

Oculoplástica

 

Ptose (posição anormalmente baixa da pálpebra superior)

   É uma patologia oculoplástica frequente no adulto.

   São muitos os tipos e as formas de agrupar as ptoses, sendo frequentemente feito de acordo com a etiopatogenia. Podemos assim considerar as ptoses disgenéticas, ptoses aponevróticas, ptoses miogénicas, ptoses miasténicas, ptoses neurogénicas, ptoses mecânicas e ptoses traumáticas.   (ver mais)

 

Ectrópion (ou eversão da pálpebra)

   Se é marcado e prolongado, pode levar à queratinização da conjuntiva.

Vários tipos:

   Involutivo: por alterações relacionadas com a idade.

   Cicatricial: causado por retracção de cicatriz cutânea  (por exemplo, após ferida ou queimadura).

   Mecânico: por volumosos tumores da pálpebra inferior.

   Paralítico: por paralisia do nervo facial. Associado ao pestanejar incompleto e ao mau encerramento palpebral, e então podendo causar lesões na córnea.

   Congénito: por défice de pele. Pode estar associado à sindroma de blefarofimose.

 

Entrópion (ou inversão da pálpebra)

   Se é marcado e prolongado, pode agredir a córnea e provocar úlceras.

Vários tipos:

   Involutivo: é frequente e devido a alterações relacionadas com a idade. Só ocorre na pálpebra inferior

   Cicatricial: causado por retracção de cicatriz da conjuntiva (frequentes no tracoma e no penfigoide).

   Espástico: só ocorre na pálpebra inferior, e é mais frequente no lado temporal da pálpebra. É devido ao espasmo do músculo orbicular, por irritação ocular ou ao blefaroespasmo essencial.

   Congénito: muito raro. Só ocorre na pálpebra inferior.

 

 

Blefarocalásia

 

Xantelasmas 

   São lesões placoides, amareladas, normalmente bilaterais das pálpebras superiores e/ou inferiores. Podem estar associadas a xantomatoses sistémicas, ou hiperlipidémia familiar.

 

Obstrução das vias lacrimais

                  Oncologia,

Grupo de  Órbita e

                  Oculoplástica

Oculoplástica